woman-choosing-clothes-wardrobe_23-2147625110

Organização

No vídeo a seguir te convido a pensar sobre organização.

Organização interna – refletirmos sobre nossas emoções e pensamentos;

Organização externa – do nosso guarda-roupa, do nosso espaço de trabalho, entre outros.

Quando paramos para pensar sobre a organização das nossas gavetas, do nosso guarda-roupa, ou mesmo daquele espaço em casa que destinamos ao estudo ou trabalho, em um primeiro momento temos a impressão que esse tipo de organização não está relacionada com aspectos internos, como sentimentos, emoções e pensamentos…

Apesar de parecer que elas – organização externa e interna – estão distantes, só parece, elas estão sim, intimamente ligadas. Mas como?

Vamos lá… pare para analisar os seus pensamentos, seus relacionamentos, sentimentos… como estão? Confusos? ‘Bagunçados’? Muitas dúvidas? Sim, é comum termos muitas dúvidas, ainda mais atualmente – em que vivenciamos uma pandemia em função do COVID-19 – se já não tínhamos a sensação de controle sobre o futuro, agora muito menos. Não temos respostas para coisas simples. E antes? Será que tínhamos mesmo? Bom, pelo menos a sensação de termos um certo controle sobre algumas coisas em nossas vidas, pensávamos que tínhamos.

O que é bom agora, porque estamos menos iludidos.

Voltando à questão organização. Se você, ao responder aos questionamentos acima, respondeu de forma afirmativa a alguns deles, te convido então a olhar ao seu redor, na sua casa mesmo, no seu quarto, sua sala, no armário do seu banheiro, nas suas gavetas, no seu guarda-roupa, nos armários da cozinha… O que está amontoado ou fora do lugar, e te incomoda? O que já faz algum tempo que você diz pra você mesmo “eu preciso arrumar isso aqui, urgente!”, e não o faz? Isso é o que chamamos de procrastinação, quando vamos deixando para depois o que sabemos que deveríamos fazer já, e acabamos deixando para a última hora, levando a situações estressantes, que poderiam perfeitamente ser evitadas.

A minha sugestão é que você analise o que está procrastinando, ou seja, deixando sempre para depois, e fazer uma lista de itens que pode começar a arrumar no ambiente em que está vivendo agora – sua casa – e que pode liberar espaço, e deixá-lo mais agradável.

Já é um começo, e ao fazer esse tipo de atividade, preste atenção no que está pensando e sentindo, perceba o que o seu inconsciente está te trazendo. Os resultados certamente serão surpreendentes e te levarão a organização interna. Total? Claro que não, mas é o conhecido efeito cascata, uma coisa vai levando à outra, uma organização vai levando à outra…

Quando aprendemos a relacionar a organização interna com a externa, muitas mudanças começam a acontecer, deixamos a luz e o ar puro entrar e iluminar não só a nossa casa, de tijolos, mas a nossa casa interna, o nosso ser.

Experimente!

Se quiser alguma dica ou falar mais profundamente sobre este assunto, entre em contato.

Se você gostou, compartilhe com quem você acredita que possa fazer bom uso desse material.

Obrigada e até a próxima!

Por Juliana Pintor Furlanetto
Psicóloga (CRP: 06/64531), graduação em letras e pedagogia e pós graduação em psicanálise.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Leia também:
Bem-estar

O que podemos controlar?

Há situações que não estão sob o nosso controle. Por outro lado, há algumas que podemos nos atentar e controlar, mesmo que seja com atitudes simples. Podemos, por exemplo, ser gratos pelo que já temos, somos e conquistamos. Aliás, as conquistas, mesmo que consideradas pequenas, devem ser celebradas. E isso podemos fazer. Como passamos nosso

Leia mais >
Comportamento

Desenvolvendo a autonomia

No podcast a seguir falo sobre como desenvolver a autonomia. Falo sobre crianças, adolescentes e adultos. É importante organização, planejamento, orientação e avaliação. O respeito e paciência ao ritmo da pessoa que está aprendendo a desenvolver sua autonomia é fundamental, para que ela aprenda a observar e aprender com a atividade realizada. Falo também sobre

Leia mais >
Comportamento

Soft Skills

“Soft Skills” são as habilidades relacionadas a nossos comportamentos. Diferente das “hard skills”, que são nossas habilidades relacionadas a conhecimentos técnicos. Atualmente, observamos que muitos profissionais possuem um ótimo currículo, com muitos cursos, idiomas, formações e graduações, ou seja, um grande conhecimento técnico. E apesar de um currículo, muitas vezes, considerado invejável, o indivíduo não

Leia mais >